quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Orgulho

Eis a questão: Será o orgulho algo bom ou mau?


Trará o orgulho felicidade, ou, contrariamente, será um obstáculo à mesma?
O orgulho impede-nos de correr atrás das pessoas que amamos, impede-nos de perdoar os erros dos que nos são mais especiais, faz com que nos afastemos daqueles que, muitas das vezes, queremos próximos.
Sabes quando gostas tanto de uma pessoa e só tens vontade de lhe dizer que a amas e a queres contigo, quando pensas nela todos os dias, todas as noites antes de adormeceres e tens vontade de lhe enviar uma mensagem!? Sabes quando tens saudades dessa pessoa e só queres voltar a estar com ela, mas, ao mesmo tempo, por mero orgulho, não consegues, sequer, olhá-la nos olhos e admitir o quão vulnerável te sentes sem ela!? Acredita, isso é mau. É mau porque sofres, secretamente, e, provavelmente, a outra pessoa sofre igual, porque tal como tu, deixa-se dominar pelo orgulho. Imagina, tantas pessoas a sofrerem por um amor não correspondido e vocês os dois a desperdiçar o amor que vos une…
Por outro lado, imagina que, mesmo sendo uma pessoa orgulhosa, decides, por uma vez, colocar o orgulho de lado e apercebeste que, afinal, a outra pessoa não sente a tua falta como desejavas e encontraste novamente frágil e triste. Esqueces-te de te amar, colocas os outros em primeiro lugar, em vão, ninguém se importa contigo, ninguém merece que te humilhes ao ponto de lutar por alguém que se limita a fugir do teu amor.
Vês, como o orgulho te pode prejudicar, porém, pode, noutras vezes, salvar-te!? Não quebrares o orgulho com quem não merece e seguires em frente far-te-á, decerto, mais feliz que humilhares-te.
Acho que toda a gente deve ser orgulhosa e, antes de colocar o orgulho de parte, analisar muito bem as consequências, pois ao fazê-lo é um risco que está a correr, nunca sabemos ao certo se a outra pessoa merece ou não que quebremos esta barreira de proteção.

Sem comentários:

Enviar um comentário