segunda-feira, 16 de março de 2015

Pensamento do dia

De tal maneira perdida que nem sei já o que sinto, ou se sinto, ou se deveria sentir ou se seria suposto parar de sentir. Que me livre Deus, se existir, desta agonia desmedida, desta angústia persistente que quer levar-me à loucura, se é que já não levou. Que eu morro ou mato-me por demência... 

Sem comentários:

Enviar um comentário