quarta-feira, 18 de março de 2015

Valeu a pena?

Quando olhares para as tuas mãos e vires as linhas do tempo, quando te olhares no espelho e verificares no teu rosto as marcas da velhice, o que pairará no teu pensamento? 
Ter-te-ás casado, terás filhos, netos e, quem sabe, até bisnetos. Terás, talvez, sobrinhos e serás o elemento mais velho da família...
Quando esse dia chegar será que vais sentir que a tua vida valeu a pena? Ou será que vais sentir que ficou algo por fazer, por viver? Será que vais querer voltar no tempo para reviver os teus melhores momentos ou, mais do que isso, para corrigires cada erro cometido? 
Quando, daqui a muitos anos, este presente for um passado longínquo e o futuro longínquo for o presente, o que restará em ti? 
Não viverás para sempre e podes mesmo nem chegar a esse “daqui a muitos anos”. Podes morrer daqui a um ano, um mês, uma semana, um dia, uma hora… Sentes que fizeste tudo o que era suposto fazeres ou sentes que estás a deixar muitas coisas ficarem para trás? Por que é que não te agarras àquilo que realmente queres? Um dia, será tarde de mais. Um dia, poderás olhar para trás e concluir que nada valeu a pena, pois a tua alma sempre foi pequena.

Sem comentários:

Enviar um comentário