quarta-feira, 20 de julho de 2016

(Triste) Pensamento do dia

Sou demasiado vazia quando me vacilam as personagens. Sou demasiado vazia quando a vida me obriga a ser somente eu. Talvez ninguém entenda que a arte me completa, que eu nunca me sentirei completa sendo apenas uma personagem. Recuso-me a viver uma só vida, a ter somente os meus sentimentos e desconhecer as emoções de outras realidades fictícias. Recuso-me a viver sem teatro. Porque, honestamente, eu elegeria a morte se me forçassem a negar personagens além de mim. 

Sem comentários:

Enviar um comentário