terça-feira, 30 de maio de 2017

Vem Amanhã

Vem amanhã 
Abrir a luz no meu quarto 
Beijar-me o corpo 
Como quem morre de fome.
Acordar o meu mau humor 
Repreender o meu mau feitio.

Vem amanhã 
Mostrar-me o teu sorriso 
Fazer-me recordar o teu abraço 
Apertado, repleto de amor...
E lembrar-me-ei do amor 
O que é, quem és. 

Vem amanhã 
Que morro já de vontade 
De ti, meu amor.
Amanhã, que não aguento 
Nem mais um dia!
E quem me dera que amanhã fosse já hoje. 

Sem comentários:

Enviar um comentário